nov 30
Aproveite
icon1 admin | icon2 Travesseiro | icon4 11 30th, 2012| icon3Sem Comentários »

Começar a sexta-feira com uma promoção imperdível como essa, é bom demais.
Não fique sem o seu, acesse www.submarino.com.br e aproveite.

Daune com você!

nov 28

A falta de uma boa qualidade do sono parece ter um impacto nos condutores fisiológicos do balanço energético, nomeadamente no apetite, na fome e no gasto energético.

Além disso, a privação do sono apresenta efeitos negativos na capacidade do corpo distribuir a glicose sanguínea e pode aumentar o risco de diabetes tipo II.

No entanto, ainda não é claro como se pode utilizar as alterações do sono para criar padrões favoráveis, que permitam gerir o peso corporal e reduzir o risco de doenças típicas de quem já apresenta um excesso de peso.
Fonte: www.eufic.org/article/pt

Daune com você!

nov 26

Do outro lado da equação energética, os indivíduos com menos horas de sono apresentam menor probabilidade de serem fisicamente ativos, o que leva a um menor gasto energético.

Se o aumento do apetite, e do desejo de comer, se associar a uma redução da atividade física, torna-se claro o importante papel que o sono desempenha na gestão do peso corporal.

nov 23

Num estudo realizado numa população masculina saudável, descobriu-se que uma média de 4 horas de sono está associada a um desejo significativo de alimentos calóricos, com um conteúdo mais elevado de hidratos de carbono (alimentos doces, salgados e ricos em hidratos de carbono complexos). Estes indivíduos também manifestaram ter mais fome.

É necessário ter em consideração que quantas menos horas se dorme, mais tempo se tem para comer e beber. Existem estudos que mostram que este é um fator que contribui para os aspectos obesogénicos da redução do número de horas de sono.

nov 21

Um estudo realizado, numa grande população, demonstrou uma relação significativa entre a habitual duração do sono e o aumento no índice de massa corporal (IMC).

A duração reduzida do sono está associada a alterações nas hormonas que controlam a fome; por exemplo, os níveis de leptina (ação na redução do apetite) baixam, enquanto os níveis de grelina (ação estimulante do apetite) aumentam.

Estes efeitos observam-se quando a duração do sono é inferior a 8 horas.

Esta situação sugere que a privação de sono é um fator de risco para a obesidade.

nov 20

nov 16

Não existe coisa melhor depois daquele dia cansado que foi uma correria chegar em casa tomar um banho, descansar e ter uma boa noite bem dormida, isso é o que muito desejam sendo um fator principal para que sua vida esteja sempre saudável e bem humorada.

Quando se tem uma noite mal dormida a pessoa passa o outro dia completamente mal humorada que acaba as vezes desentendendo com as pessoas que estão ao seu redor, dormir bem faz bem a mente e ao corpo que leva sua qualidade de vida melhor.Pois uma boa noite de sono recupera energias e ajuda inclusive na recuperação de doenças cirurgias, quando o sono é restaurador acordamos com energia e motivação, uma boa noite de sono está diretamente ligada à qualidade de vida, sendo que passamos cerca de 1/3 de nossa vida dormindo, dormir bem é essencial para nos manter acordado no dia seguinte de forma saudável.Cada pessoa possui uma necessidade não existindo formula para definir qual deveria ser a duração adequada de um bom sono, a quantidade de sono varia de pessoa a pessoa, influenciada pela genética de cada um.

Fonte: www.blogers.com.br

nov 14

Amanhã é feriado, dia de descanso, e nada melhor do que ter um travesseiro confortável de penas e plumas de ganso da Daune para relaxar.
Olha essa promoção imperdível que encontramos:

www.americanas.com.br

nov 12

O sono é essencial para a vida e é a base de muitas funções fisiológicas e psicológicas do organismo, tais como a reparação de tecidos, o crescimento, a consolidação da memória e a aprendizagem.

Embora nem todos os adultos precisem do mesmo número de horas de sono, os especialistas acreditam que menos de 7 horas de sono por noite, numa base contínua, pode ter consequências negativas para o corpo e para o cérebro.

nov 9

A cultura do “24 horas por dia, 7 dias por semana” da sociedade ocidental, que representa cada vez mais horas sem dormir, devido à pressão social ou profissional, tem implicações na qualidade do sono e, talvez no risco de obesidade e diabetes, como indicam alguns estudos científicos.

Aproveite que o fim de semana está ai, com esse tempo propício para dormir e não faça parte dessa estatística, durma bem.

Daune com você!

« Previous Entries