set 28

set 26

Uma variedade de substâncias controladas, desde as legalmente permitidas até as prejudiciais à saúde, pode causar insônia.

- Efeitos colaterais dos medicamentos

As interrupções do sono também podem ser causadas por medicamentos. Se você estiver tomando esteróides, diuréticos, inibidores de apetite ou remédios para alergias, dor, asma, dornça cardiovascular ou doença de Parkinson, leia a bula ou converse com seu médico sobre possíveis alterações do sono que podem ocorrer.

Existem também medicamentos que, quando tomados sozinhos, não produzem nenhum efeito sobre o sono, mas que quando usados com outros medicamentos podem causar transtornos do sono. Se você suspeitar que qualquer medicamento, de venda livre ou com receita, que está tomando esteja interrompendo seu sono, converse com seu médico.

set 24

Transtornos do humor
Você sabia que a depressão, ansiedade e outros distúrbios emocionais podem afetar seu sono? O inverso também acontece: dormir mal pode causar depressão, ansiedade, irritabilidade e mesmo mudanças na personalidade. Às vezes, tudo acontece ao mesmo tempo, resultando em um ciclo muito difícil de quebrar. Entender a possível ligação entre os trasntornos do sono e os transtornos do humor pode ajudar você a chegar à origem dos dois problemas.

A depressão e a ansiedade são os problemas que mais interferem no sono. Existem muitos tipos de depressão e diferentes maneiras com que podem afetar os padrões do sono. No chamado transtorno bipolar pode ocorrer uma forma extrema de insônia em que a pessoa dorme somente quatro horas ou menos por noite. A falta de sono provoca, em vez de tristeza, uma euforia exagerada e potencialmente perigosa.

Se você acha que um transtorno do humor está afetando seu sono e os sintomas persistirem por mais de três semanas, é aconselhável procurar um profissional. A primeira consulta deve ser com seu médico, que deve examinar você. Se não for encontrado nenhum problema físico, então, você deve procurar um terapeuta para ajudar você com seu possível transtorno do humor. Normalmente, seu médico pode indicar um bom terapeuta.

Algumas pessoas nessas condições podem estar sendo medicadas. Infelizmente, como verá na próxima seção, essas substâncias controladas também podem causar insônia.

set 21

set 19

O estresse e o humor são complicados,e a relação entre cada um deles e o sono também é complicada. Em algumas pessoas, entretanto, o estresse e os transtornos do humor podem causar insônia.

Estresse 
O estresse também tem um grande efeito sobre o sono. Entende-se melhor o estresse como uma reação a um estímulo externo (como uma situação difícil no trabalho ou um casamento se aproximando) ou a um estímulo interno (doença ou dor), ou a ambos. As pessoas reagem ao estresse de maneiras diferentes. Algumas, especialmente jovens, usam o sono como uma fuga para situações emocionais desagradáveis e podem passar uma grande parte do dia na cama. Nessas circunstâncias, o sono pode ocupar 12 horas do dia, ou mais. Outras acham que o estresse leva à insônia.

É importante lembrar que o estresse pode se originar de situações positivas e negativas. Formaturas, casamentos, férias e outros acontecimentos agradáveis podem causar estresse e também ansiedade, podendo também afetar o sono. A insônia relacionada a esses tipos de acontecimentos geralmente desaparece quando o evento termina.

Para limitar o efeito que o estresse tem sobre seu sono, você precisa aprender a lidar com a maneira como seu organismo reage a ele.

set 17

Regulamento

Daune Travesseiros LtdaREGULAMENTO DA PROMOÇÃO DENOMINADA:
“Promoção Quero Dormir com Travesseiros Daune”

A promoção denominada “Promoção Quero Dormir com Travesseiros Daune” é promovido pela denominada Daune Travesseiros Ltda, (“Promotora”).

set 17

A insônia pode resultar de problemas no sistema reprodutor masculino ou feminino, embora causas específicas sejam únicas para cada sexo.
Menopausa
Ao se aproximar da menopausa, os níveis de hormônio da mulher começam a mudar. Essa mudança provoca o desequilíbrio entre os hormônios femininos (estrogênio e progesterona) e é responsável pelo aumento de transtornos do sono. Como se as ondas de calor, secura vaginal e osteoporose não fossem suficientes, a insônia também é uma ocorrência comum durante a menopausa. Variações hormonais podem causar insônia indiretamente como resultado de freqüentes ondas de calor e sudorese noturna durante a menopausa.

Hormônios masculinos e problemas do sono 
Embora os homens tenham uma versão leve de menopausa, a andropausa, eles também passam por uma mudança de hormônios parecida. A diminuição de testosterona pode resultar em transtornos do sono, especialmente com idade avançada, quando a produção desse hormônio cai bruscamente.

Gestação
A gestação pode interferir temporariamente no sono tranqüilo por uma série de razões.

  • aumento da necessidade de urinar durante a noite;
  • os chutes do bebê que podem acordar a mãe;
  • náusea e/ou azia;
  • hemorróidas;
  • cãibras nas pernas e síndrome das pernas inquietas;
  • desconforto em muitas posições para dormir, especialmente nos últimos três meses da gestação.

A maioria desses sintomas associados à gestação desaparecerá logo após o nascimento do bebê. Mas é exatamente após o parto que realmente começa a perda de sono, pelo menos por um determinado tempo. Os melhores tratamentos para as interrupções do sono devido à amamentação são cochilos freqüentes durante o dia e a ajuda de outras pessoas.

set 14

Urinar durante a noite pode causar insônia, mas pode ser um sintoma de doenças mais graves. Na pior das hipóteses, pode ser um sintoma de próstata aumentada ou de diabetes. Mesmo na melhor das hipóteses, ter que acordar para urinar pode ser frustrante e pode deixar você cansado.

Viagens noturnas constantes ao banheiro podem simplesmente significar que você consumiu líquido demais naquela noite. E, certamente, a necessidade de urinar uma vez durante a noite não é motivo para preocupação. Mas é preciso uma investigação quando se urina duas ou mais vezes todas as noites.

Antes de mais nada, cada viagem ao banheiro significa que você tem que acordar. Várias idas durante a noite, somadas ao tempo que se demora para voltar a dormir, podem chegar a uma perda de sono significativa.

Mas, mais importante do que a perda de sono, esse padrão pode significar um problema de saúde. A micção em excesso durante a noite (chamada de noctúria) é um sintoma comum de várias doenças, inclusive de diabetes. Nos homens, uma próstata aumentada (problema que ocorre com a maioria dos homens à medida que envelhecem) geralmente é o problema. O aumento da próstata também pode ser sinal de câncer de próstata e deve ser avaliado imediatamente. Nas mulheres, infecções do trato urinário freqüentemente causam noctúria. A apnéia do sono também pode causar a doença.

Ingestão de álcool à noite também pode ser um fator causal de noctúria. E muitos medicamentos apresentam a noctúria como um efeito colateral. Como a ela tem muitas causas, é importante uma avaliação médica. Posteriormente, seu médico pode encaminhá-lo a um urologista ou a outro especialista.

Se você tiver que ir ao banheiro à noite, use o mínimo de luz necessária. Luz clara demais pode dificultar que você pegue no sono novamente. Se, para você, levantar à noite é freqüente, deixe sempre uma luz fraca acesa para não ter que acender nenhuma luz forte.

Próstata aumentada é uma conseqüência do envelhecimento, a qual pode causar insônia.

set 12
Insônia & Azia
icon1 admin | icon2 Sono | icon4 09 12th, 2012| icon3Sem Comentários »

A maioria de nós já teve aquela sensação de queimação ou dor persistente no meio do peito, que conhecemos como azia. Apesar de seu nome em inglês (heartburn), azia não tem nada a ver com o coração. Ela é provocada quando o esôfago, o tubo que liga a boca ao estômago, é exposto ao conteúdo altamente ácido do estômago.

Quando isso ocorre, diz-se que há um refluxo do que há no estômago para o esôfago. É esse forte ácido no esôfago que causa a sensação de queimação. Além da queimação, você pode sentir um gosto amargo na boca e fortes acessos de tosse, ambos devido ao refluxo ácido.

O refluxo normalmente ocorre quando se está deitado. Nessa posição, a força da gravidade não ajuda a levar o alimento que está no estômago para o intestino delgado, que é para onde ele deve ir. Como geralmente dormimos na posição horizontal, o refluxo é mais comum durante a noite. A apnéia do sono também pode provocar refluxo através de efeito de sifão, que puxa o conteúdo do estômago para o esôfago.

Se você tiver refluxo regularmente, deve procurar um médico. É possível que ele recomende algumas mudanças na sua dieta e no seu estilo de vida, como:

  • evitar o álcool;
  • evitar alimentos muito condimentados e outros alimentos que normalmente provocam azia, como chocolate, hortelã e café;
  • controlar o peso;
  • controlar o estresse;
  • não fazer refeições pesadas até três horas antes de se deitar;
  • deitar depois de pelo menos uma hora após a refeição.

Uma técnica que pode ajudar é elevar a cabeça à noite para deixar que a gravidade faça seu trabalho. Isso pode ser feito colocando-se calços debaixo dos pés da cama do lado da cabeceira. Outra opção é colocar diversos travesseiros sob a cabeça e ombros para elevar a parte superior do corpo na hora de dormir (mas cuidado para não dobrar demais o pescoço).

Você também pode pensar em uma cama ajustável eletronicamente, como as usadas em hospitais. Embora certamente seja uma opção mais cara do que alguns travesseiros, alguns planos de saúde cobrem a despesa com a cama regulável se for necessária para algum problema de saúde. Se a apnéia for a causa da azia, ela precisa ser tratada.

set 11

Você se arrasta para a cama, cansado, pensando que irá pegar no sono em poucos segundos e ainda fica acordado por muito tempo antes de conseguir dormir? Ou você cai no sono rapidamente, mas acorda várias vezes durante a noite? Ou quem sabe você acorda às 4h ou 5h da manhã e não consegue mais dormir, embora ainda se sinta cansado e não tenha que se levantar antes das 7h. Todas essas são formas de insônia.

Grande parte das pessoas já teve insônia em algum momento da vida e uma boa quantidade ainda tem regularmente.

A insônia é um termo amplo que descreve problemas para dormir, permanecer dormindo, ou dormir pelo tempo que você precisa para se sentir revigorado. A insônia, como outros transtornos secundários do sono, é geralmente sintoma de que um outro problema físico, emocional, comportamental ou ambiental está afetando o sono. A maioria dos pesquisadores determina os diferentes tipos de insônia baseados em sua freqüência e duração. Veja a seguir, as principais formas de insônia.

 

  • Insônia transitória ou ocasional - dura normalmente entre uma e várias noites e, em geral, é causada por estresse ou emoção.
  • Insônia intermitente - aparece e desaparece durante um longo período e geralmente é resultado de estresse ou ansiedade.
  • Insônia crônica - ocorre na maioria das noites, dura pelo menos duas semanas (às vezes dura mais tempo) e pode ser conseqüência de um ou mais problemas de saúde.

As insônias transitória e intermitente são mais facilmente tratadas com métodos comprovados de redução de estresse e/ou mudando o ambiente onde se dorme. Pessoas que têm insônia crônica também podem precisar de ajuda profissional, especialmente se ela estiver relacionada a um problema de saúde.

Existem vários problemas (como a azia, por exemplo) que podem afetar o sono. A ligação entre azia e insônia é discutida na seção seguinte.