jun 25

Muitas pessoas têm o mesmo sonho ou semelhante várias vezes, por um curto período de tempo ou a vida toda. Os sonhos recorrentes em geral significam que há algo na sua vida que você desconhece que é causado por algum tipo de estresse. O sonho se repete porque você não solucionou o problema. Outra teoria é que as pessoas que têm sonhos recorrentes têm algum tipo de trauma no seu passado e estão tentando lidar com isso. Neste caso, os sonhos tendem a diminuir com o tempo.

Os pesadelos são sonhos tão angustiantes que, em geral, nos fazem acordar pelo menos parcialmente. Os pesadelos podem ocorrer em qualquer idade, mas são mais freqüentes na infância. Os pesadelos, em geral, causam fortes sentimentos de temor, medo ou ansiedade. Suas causas são variadas Algumas medicações causam pesadelos (ou podem causar se você interromper a medicação bruscamente). Eventos traumáticos também causam pesadelos.

O tratamento para pesadelos recorrentes, geralmente, começa com interpretar o que está acontecendo no sonho e comparar isso com o que está acontecendo na vida da pessoa. Então, a pessoa passa por um aconselhamento para abordar os problemas que supostamente estão causando o pesadelo. Alguns centros de sono oferecem aconselhamento e terapia para pesadelos. Outro método de tratamento de pesadelos é através do sonho vívido. Através do sonho vívido, o sonhador pode confrontar quem ou o que está o atacando e, em alguns casos, dar fim aos pesadelos.

Terrores noturnos

Diferentes dos pesadelos que ocorrem durante o sono REM, os terrores noturnos ocorrem durante o sono REM, em geral, no primeiro ciclo da fase mais profunda do sono (na primeira ou segunda hora depois de ter ido dormir). A maioria dos terrores noturnos duram de 5 a 20 minutos.
As pessoas que têm terror noturno estão ainda sonolentas, mas parecem acordadas. Por exemplo, elas podem se sentar na cama gritando com os olhos abertos. Quando acordam, elas não têm memória do episódio (embora algumas se lembrem). O terror noturno ocorrem com mais freqüência em crianças, mas adultos também podem ter.

jun 20

Aqueles que têm a fisiologia como parâmetro vêem os sonhos como coisas sem sentido que o cérebro cria a partir de fragmentos de imagens e memória. Entretanto, por séculos, as pessoas viram seus sonhos tanto como presságios quanto “insights” em sua própria psique. Muitos pensam que os sonhos são mensagens simbólicas que talvez não são claras para nós no princípio. Mas se persistirmos e pensarmos no que está acontecendo em nossas vidas, podemos em geral chegar a uma interpretação que faz sentido. Vamos dar uma olhada nos temas de sonhos mais comuns e como os especialistas os interpretam.

Temas de sonho comuns e suas interpretações

Ficar nu em público

A maioria de nós já sonhou que estávamos na escola, no trabalho ou em algum evento social e, de repente, percebemos que esquecemos de colocar as roupas! Especialistas dizem o que isso significa:

Estamos tentando esconder algo (e sem roupas fica mais difícil fazer isso).

Não estamos preparados para algo, como uma apresentação ou teste (e agora todos vão saber, pois estamos expostos).

Se estamos nus e ninguém nota, então a interpretação é que, seja lá do que temos medo, ainda não foi descoberto. Se não ligamos que estamos nus, a interpretação é que estamos bem com quem somos.

Caindo

Você está caindo, caindo, caindo… e então acorda. Este é um sonho muito comum e dizem simbolizar insegurança e ansiedade. Alguma coisa na nossa vida está fora de controle e não há nada que você possa fazer para resolver isso. Uma outra interpretação é que você tem um sentimento de falha em relação a alguma coisa. Talvez não esteja indo bem na escola ou no trabalho e está com medo de ser demitido ou expulso. De novo, você sente que não pode controlar a situação.

Sendo perseguido

O sonho de perseguição pode ser muito aterrorizante. O que isso, em geral, simboliza é que você está fugindo de seus problemas. E depende de quem o estiver perseguindo para descobrir qual é o problema. Pode ser um problema no trabalho, ou talvez algo com você mesmo que admite ser ruim. Por exemplo, você pode estar bebendo muito e seu sonho pode te dizer que a bebida está se tornando um problema real.

Ter uma prova (ou esquecer que você tem uma)

Este é um outro sonho muito comum. Você de repente percebe que deveria fazer uma prova naquele momento. Talvez você corra pelos corredores e não entre na sala de aula. Este tipo de sonho pode ter muitas variações que têm significados similares. Talvez sua caneta não escreva e não possa finalizar suas respostas. O que os especialistas dizem é que isso pode significar que está sendo minucioso em relação a algo ou se sentindo testado, quem sabe você esteja enfrentando um desafio e não acha que está preparado. Você não se sente preparado ou capaz de realizar a prova. Isso pode também significar que há algo que você descuidou e sabe que aquilo precisa de sua atenção.

Voando

Muitos sonhos em que você está voando são resultados de sonho vívido. Entretanto, não todos os sonhos de vôo. Em geral, sonhar que você está voando significa que está por cima. Você está no controle das coisas com as quais você se importa ou talvez apenas ganhou uma nova perspectiva das coisas. Também pode significar que você pensa que ninguém e nada pode derrotá-lo. Se você está tendo problemas em manter o seu vôo, alguém ou algo pode estar em seu caminho. Se você estiver com medo enquanto voa, pode ter desafios com os quais não se sente confortável.

Correndo, mas indo para lugar nenhum

Este tema pode também ser parte do sonho de perseguição. Você está tentando correr, mas tanto suas pernas não podem se mover quanto você simplesmente não está indo a parte alguma, como se estivesse em uma esteira. De acordo com algumas pessoas, este sonho significa que você está fazendo algo em excesso. Você está tentando fazer muitas coisas ao mesmo tempo e não pode dar conta de tudo ou seguir em frente.

Seus dentes estão caindo

Muitas pessoas sonham que estão perdendo todos os dentes. Neste sonho, elas podem sentir algo estranho na boca e então cuspir dentes na mão até que, por fim, perdem todos os dentes. De acordo com algumas pessoas, nossos dentes estão relacionados a nosso senso de poder e a nossa habilidade de comunicação. Perder nossos dentes não somente nos deixa envergonhados por nossa aparência, impedindo nossa comunicação, como também reduz nossa força porque não podemos falar. É também associado com sentimentos sobre nossa aparência.

jun 18

Sonhos vívidos

Há muitas pesquisas em andamento sobre controle do sonho, em especial, sobre as áreas do sonho vívido e da incubação do sonho. O sonho vívido é uma habilidade aprendida e ocorre quando você está sonhando. Você percebe que está sonhando e é capaz de controlar o que acontece no sonho, tudo enquanto ainda está dormindo.

Ser capaz de controlar seus sonhos seria uma coisa muito legal de se fazer, mas é uma habilidade muito difícil que geralmente requer treinamento especial. Embora os sonhos vívidos sejam mencionados ao longo da história, foi apenas em 1959, na Universidade Johann Wolfgang Goethe, que uma técnica eficaz de indução de sonho vívido foi desenvolvida e uma verdadeira pesquisa a respeito deste fenômeno começou acontecer.

Stephen LaBerge da Universidade de Stanford, fundador do Instituto da Lucidez (em inglês), Lynne Levitan e outros atuais pesquisadores de sonho estudaram as técnicas de sonhos vívidos exaustivamente. Eles se referiam à técnica similar do método de reflexão de Tholey, o que chamavam de “teste de realidade“. Esta técnica e outra chamada MILD (Indução Mnemônica dos Sonhos Vívidos) estiveram entre as técnicas de sonhos lúcidos de maior sucesso.

A técnica MILD consistia em lembretes similares ao método de teste de realidade, mas focava tais lembretes à noite em vez de fazer isso ao longo do dia e da noite. A MILD começa por dizer a você mesmo, quando for dormir, que se lembrará de seus sonhos. Então você concentra sua atenção em reconhecer quando estiver sonhando e lembrando de que aquilo é um sonho. Daí você se concentra na reentrada de um sonho recente procurando por pistas de que na verdade é um sonho. Imagine o que gostaria de fazer naquele sonho. Por exemplo, você pode querer voar, então imagine-se voando no sonho.

Embora os sonhos vívidos pareçam apenas um modo legal de se entrar na fantasia, eles também têm várias outras aplicações. De acordo com LaBerge, por exemplo, um sonho vívido pode ajudar no desenvolvimento pessoal, realçando a auto-confiança, superando pesadelos, melhorando a saúde mental (e talvez a física) e facilitando a criatividade para resolver problemas.

Incubação de sonho


A incubação de sonho está plantando uma semente para que um tópico específico de sonho aconteça. Por exemplo, você pode ir dormir repetindo para si mesmo que vai sonhar com uma apresentação que está por vir ou com as férias que acabou de tirar. Aqueles que acreditam em resolver problemas através dos sonhos usam esta técnica para direcionar seus sonhos a um assunto específico.

Enquanto algo similar ao sonho lúcido pode ser resolvido naqueles parâmetros, a incubação de sonho foca apenas uma questão específica quando vamos dormir. Vários estudos mostram que este método pode ser um sucesso depois de um tempo. Por exemplo, em um estudo na Faculdade de Medicina de Harvard, a Dra. Diedre Barret tinha seus estudantes focados em um problema antes de irem dormir e descobriram que foi possível chegar a soluções inovadoras nos sonhos, que estão sendo prósperas tanto para eles quanto para pessoas de fora. Nos estudos dela, dois terços dos participantes tinham sonhos que abordavam seu problema de escolha e um terço realmente chegava a soluções durante os sonhos.

jun 15
Lembrança do Sonho
icon1 admin | icon2 Sono | icon4 06 15th, 2012| icon3Sem Comentários »

Dizem que 5 minutos depois do fim de um sonho, esquecemos 50% do seu conteúdo. Dez minutos mais tarde, esquecemos 90% de seu conteúdo. Por que isso acontece? Não esquecemos das nossas ações diárias tão rápido. Por serem tão difíceis de se lembrar, parece que a importância deles é menor.

Teorias
Freud criou a teoria de que esquecemos dos sonhos porque eles contêm nossos pensamentos e desejos reprimidos, portanto, não iríamos querer lembrá-los de qualquer maneira. Outra pesquisa aponta para a simples razão de que outras coisas entram no caminho. Estamos sempre pensando, então, lembrar de alguma coisa quando acordamos é difícil.

L. Strumpell, um pesquisador de sonhos da mesma época de Freud, acreditava que várias coisas contribuíam para não sermos capazes de lembrar dos sonhos. Em primeiro lugar, ele dizia que muitas coisas são rapidamente esquecidas quando você acorda, como as sensações físicas. Ele também considerou o fato de que muitas imagens do sonho não são tão intensas e, conseqüentemente, seriam facilmente esquecidas. Uma outra razão, provavelmente a mais forte de suas teorias, é que tradicionalmente aprendemos as coisas e lembramos delas tanto por associação quanto por repetição. Como, em geral, os sonhos são únicos e de algum modo vagos, é uma razão para não conseguirmos lembrá-los. Por exemplo, se alguém fala uma frase para você que não faz sentido de imediato no que já vivenciou, talvez você precise que a pessoa repita-a para lembrá-la ou até entendê-la. Já que não podemos voltar para nossos sonhos para vivenciar algo de novo, os detalhes que são alheios à nossa experiência sempre nos escapam.

jun 14
Ondas Cerebrais
icon1 admin | icon2 Sono | icon4 06 14th, 2012| icon3Sem Comentários »

Nosso cérebro circula através dos quatro tipo de ondas cerebrais, referidas como delta, teta, alfa e beta. Cada tipo de onda cerebral representa uma velocidade diferente de oscilação de voltagens elétricas no cérebro. Delta é o mais lento (de 0 a 4 ciclos por segundo) e está presente no sono profundo. Teta (de 4 a 7 ciclos por segundo) está presente no estágio 1, quando estamos com sono leve. Ondas alfa, operando de 8 a 13 ciclos por segundo, ocorre durante o sono REM (assim como quando estamos acordados). E as ondas beta, que representam os ciclos mais rápidos de 13 a 40 por segundo, são somente vistas em situações de muito estresse ou situações que exigem muita concentração mental e foco. Essas quatro ondas cerebrais são registradas pelo eletroencefalograma (EEG).

Fatos sobre o sonho
• A maioria dos sonhos duram de 5 a 20 minutos.
• As pessoas não sonham somente em preto e branco como se pensava.
• Embora talvez não se lembrem, todos sonham várias vezes por noite. De fato, durante uma vida normal, passamos aproximadamente seis anos sonhando.
• As pessoas que são cegas de nascença têm sonhos que são formados por seus outros sentidos ( tato, olfato etc.).
• Quando as pessoas estão roncando, elas não estão sonhando.
• Os elefantes (e alguns outros animais) dormem em pé durante o sono NREM, mas se deitam para o sono REM.

jun 12
Sono REM
icon1 admin | icon2 Sono | icon4 06 12th, 2012| icon3Sem Comentários »

O que acontece se você não consegue ter o sono REM? No princípio, os pesquisadores pensavam que se não houvesse o sono REM significava não sonhar. Teorizavam que os sonhos eram um tipo de válvula de escape que ajudava seu cérebro a liberar a energia que você não conseguiu liberar durante o dia. William Dement, MD, agora na Universidade de Medicina de Stanford, realizou um estudo em 1960 em que todas as pessoas envolvidas na experiência eram acordadas toda vez que entravam no sono REM. Suas descobertas incluíram distúrbios psicológicos moderados, como ansiedade, irritação e dificuldade de concentração. Ele também notou um aumento no apetite. Enquanto alguns estudos apoiavam essas idéias, outros não aceitavam.

Os estudos adicionais tentaram fazer uma conexão entre a dificuldade de lembrar das coisas e a falta de sono REM, mas estes estudos também vieram por terra com mais pesquisas. Um deslize incontestável da teoria da perda de memória foi um homem que teve um dano cerebral que o levou a não ter o sono REM. Ele concluiu a faculdade de direito e não teve problemas em sua vida diária.

As últimas idéias sobre o sono REM são associadas à aprendizagem. Os pesquisadores estão tentando determinar os efeitos que o sono REM e a sua falta têm sobre a aprendizagem de certos tipos de habilidades, em geral físicas em vez de memorização. Essa conexão parece forte em alguns aspectos devido ao fato de que bebês e crianças entre 1 e 3 anos já tiveram muito mais sono REM que adultos.

jun 6

Quando dormimos, passamos por 5 estágios de sono. O primeiro é um sono bem leve do qual é fácil acordar. O segundo estágio vai para um sono um pouco mais profundo e os estágios 3 e 4representam nosso sono mais profundo. Nossa atividade cerebral durante esses estágios é gradualmente reduzida até o sono profundo, em que não experimentamos nada além de ondas cerebrais delta, as ondas de menor freqüência (veja “Ondas Cerebrais”). Aproximadamente 90 minutos depois de irmos dormir e depois do quarto estágio de sono, começamos o sono REM.

O movimento rápido dos olhos (REM) foi descoberto em 1953 por pesquisadores da Universidade de Chicago Eugene Aserinsky: um estudante de fisiologia e Nathaniel Kleitman, Ph.D., professor de fisiologia. O sono REM é caracterizado pelos movimentos dos olhos e é o quinto estágio do sono.

Durante o sono REM, várias mudanças fisiológicas ocorrem. A freqüência dosbatimentos cardíacos e a respiraçãoaceleram, a pressão arterial aumenta. Não podemos regular a temperatura do corpo; nossa atividade cerebral aumenta ao mesmo nível (alfa) em quando estamos acordados, ou num nível ainda mais alto. O resto do corpo, entretanto, está essencialmenteparalisado durante o sono REM. Esta paralisia é causada pela liberação de glicina, um aminoácido, do tronco cerebral nos motoneurônios (os neurônios que transmitem os impulsos do cérebro ou da medula espinhal). O sono REM é o estágio em que a maior parte do sonho acontece, então, esta paralisia poderia ser o modo da natureza ter certeza de que não começaríamos a agir como em nossos sonhos. Por outro lado, se você está dormindo perto de alguém que está sonhando chutando uma bola, você pode levar um chute várias vezes enquanto você dorme.

Os 4 estágios exceto o sono REM são chamados de sono não-REM (NREM). Embora a maioria dos sonhos aconteça durante o sono REM, pesquisas mais recentes mostram que os sonhos podem ocorrer durante qualquer estágio do sono. Tore A. Nielsen, Ph.D. do Laboratório do sonho e pesadelo (em inglês) em Montreal, se refere a isto como “,sono REM oculto” que aparece durante o sono NREM. Entretanto, a maioria dos sonhos NREM não tem a intensidade dos sonhos REM.

Durante a noite, passamos pelos 5 estágios várias vezes. Porém, cada ciclo subseqüente inclui mais sono REM e menos sono profundo (estágio 3 e 4). Pela manhã, temos quase todos os estágios de sono REM 1, 2 e 3.

 

 

jun 5

Carl Jung era discípulo de Freud, mas logo viu que suas idéias diferiam bastante, por isso resolveu seguir seu próprio caminho. Ele concordava com a origem psicológica dos sonhos, mas ao invés de dizer que os sonhos se originavam de nossas necessidades primárias e desejos reprimidos, ele considerava que os sonhos nos permitia refletir sobre nossos “eus” e resolver nossos problemas ou examinar questões.

Mais recentemente, por volta de 1973, os pesquisadores Allan Hobson e Robert McCarley estabeleceram outra teoria que descartava as velhas idéias psicanalíticas. A pesquisa deles sobre o que estava acontecendo no cérebro durante o sono lhes deu uma idéia de que os sonhos eram simplesmente o resultado de impulsos elétricos aleatórios que puxavam imagens dos traços de experiência armazenadas na memória. Eles criaram a hipótese de que essas imagens não formam histórias que lembramos como nossos sonhos. Ao invés disso, nossas mentes despertas, numa tentativa de fazer com que as imagens tenham sentido, cria histórias sem nós mesmos percebermos, simplesmente porque o cérebro quer dar sentido ao que ele experimentou. Esta teoria, conhecida como a hipótese da síntese-ativação, criou uma grande abertura na área da pesquisa dos sonhos, resistiu ao teste do tempo e é ainda uma das teorias de sonhos mais aceitas.

Vamos dar uma olhada um pouco mais a fundo no que realmente acontece no cérebro quando dormimos.

jun 1

A primeira e principal teoria do sonho é a de Sigmund Freud. Pertencentes ao campo da psicologia, as teorias do Dr. Freud são baseadas na idéia de desejo reprimido, os desejos que não somos capazes de expressar em um ambiente social. Os sonhos permitem que a mente, inconscientemente, aja naqueles pensamentos e desejos inaceitáveis. Por esta razão, esta teoria sobre sonhos foca principalmente em desejos sexuais e simbolismo. Por exemplo, qualquer objeto cilíndrico em um sonho representa o pênis, enquanto uma caverna ou um objeto fechado com uma abertura representa a vagina. Portanto, sonhar com um trem entrando em um túnel representaria uma relação sexual. De acordo com Freud, este sonho indica uma vontade sexual reprimida. Freud viveu durante a era da repressão sexual vitoriana, o que, de alguma maneira, explica seu foco. Ainda assim, ele uma vez comentou que “Às vezes, um charuto é só um charuto.”

Sonhar em público
Durante a Era Romana, alguns sonhos eram submetidos ao Senado para análise e interpretação.